Salvador para Mochileiros

Feita a introdução e apresentada a realidade, vamos ao melhor da festa. Abaixo, seguem informações verdadeiramente relevantes, atualizadas e voltadas para o turismo-mochila. Lembre-se dos cuidados, bote a mochila nas costas, arme-se de bom humor e bom proveito!

Não deixe de conhecer o Elevador Lacerda e sua vista para a Baía de Todos os Santos – hoje já um tanto quanto prejudicada pela construção de uma plataforma da Petrobrás bem em frente ao centro (fala sério…). Se gostar de artesanato, compre bem e barato no Mercado Modelo que fica em frente ao Forte de São Marcelo, na conhecida Praça Cayru, de frente para Terminal Marítimo Turístico de onde saem os barcos que passeiam pela região. Aproveite a visita e compre também temperos, sobremesas e mimos da culinária baiana, não esquecendo de pedir “embalagem para mochileiro”. Os nativos capricham e você leva sem medo de quebrar ou vasar.

É amante da boa mesa, gosta de experimentar de tudo mas não pode conhecer todos os restaurantes? Almoce no Restaurante do Senac, especializado em comida típica baiana, com 40 opções de pratos quentes (20, com azeite de dendê e 20, sem azeite) e 12 sobremesas. Você poderá experimentar absolutamente todos os pratos da cozinha local, feitos pelos próprios estudantes, que também arrumam as mesas e servem as bebidas sob a supervisão de atentos professores. Você pode comer até estourar por R$24 por pessoa, mas mesmo se você estiver durango, vale a pena conhecer e descobrir do que você gosta ou não. E como lá você tem os nomes dos pratos sempre à mão – está tudo etiquetado – vale anotar do que gostou mais e repetir nos próximos dias onde você quiser (ou puder).

Já que está por lá, aproveite para conhecer o resto do prédio, que também conta com um American Bar, a Sala São Salvador – que tem algumas peças do acervo do antigo Museu das Portas do Carmo – e uma loja de souvenirs.  Fica na Praça José de Alencar, Largo do Pelourinho, mas fique atento: apesar de abrir às 11h, fecha mais cedo que os demais restaurantes, às 23h.

Os tabuleiros das baianas são um show à parte. Espalhados por toda Salvador, servem os melhores (e mais apimentados) acarajés da cidade, mas atenção: se não estiver acostumado, lembre-se de pedir que a pimenta venha em separado e saiba que “quente” significa “muito apimentado” na gíria local. Leve seu estoque de anti-ácido por via das dúvidas. Só Pepsamar salva.

Se puder desembolsar um pouco mais, confira por ali mesmo o famoso Sorriso de Dadá. Agora, se você vai para a terra das baianas mesmo é para comer bem todos os dias, confira o guia da Veja local e do Guia Quatro Rodas. O guia de restaurantes do Google também é boa pedida. Resuminho com links abaixo:

A.

Bahia Othon Palace

– www.othonhotels.com – (0xx)71 2103-7100 – 29 críticas

B.

Restaurante Maria Mata Mouro

– www.mariamatamouro.com.br – (0xx)71 3321-3929 – 4 críticas

C.

Restaurante Camafeu de Oxóssi

– www.restaurantecamafeu.com – (0xx)71 3242-9751 – mais

D.

Restaurante Tumbalala

– maps.google.com.br – (0xx)71 3264-9968 – mais

E.

Axego Restaurante e Bar

– www.domrestaurante.com.br – (0xx)71 3242-7481 – mais

F.

Bargaço Restaurante

– www.restaurantebargaco.com.br – (0xx)71 3231-1000 – mais

G.

A Boca Bar e Restaurante

– maps.google.com.br – (0xx)71 3242-3217 – mais

H.

O Quilombo Restaurante Bar e Café

– maps.google.com.br – (0xx)71 3241-4534 – mais

I.

Restaurante Melhor Opção

– maps.google.com.br – (0xx)71 3242-1319 – mais

J.

Restaurante Terraço

– maps.google.com.br – (0xx)71 3241-3612 – mais

Mais resultados próximos a Salvador – BA »

Se tiver mais tempo, vá conhecer também os manjados faróis (principalmente o da Barra) e as igrejas de Salvador, checando previamente o  horário de funcionamento. Já se você for um fanático por fortes, está no lugar certo: a cidade está repleta deles e aqui você encontra uma boa lista para começar a planejar seu passeio. Há grande facilidade em encontrar mapas, pegar ônibus, táxis e barcos, inclusive para fora da cidade em direção às belas praias da Linha Verde, as agitadas ilhas do Frade e Itaparica e a lindíssima Morro de São Paulo, alcançada via catamarã em apenas duas horas.

Se for de seu interesse, visite também o ensaio grupo Olodum e a missa negra, toda terça-feira à noite no Pelourinho. Na saída, procure um bar pé-pra-fora e curta as gostosas porções acompanhadas de cerveja gelada e/ou cravinho. Por ali cada esquina tem um batuque diferente e não raro, mesmo fora de temporada, você pode encontrar um bloco saindo pelas ladeiras estreiras do centro. Se não se empolgar, pode ficar por ali mesmo, observando o movimento e admirando os prédios antigos.

Hospedagem Econômica:

* Hostel Laranjeiras – Rua da Ordem Terceira (antiga Inácio Acioli) com Rua das Laranjeiras, Pelourinho. Instalado num sobrado colonial, em local agradável e bem localizado. Quartos coletivos e de casal. Transfer do aeroporto. Fone: (71) 3321-1366. E-mail: hi@laranjeirashostel.com.br . De R$23 a R$140.

* Albergue da Barra – Rua Artur Neiva, nº 4, Barra. Localizada na Barra a 30m da praia, próximo ao Farol da Barra. Lanhouse, portaria 24h. Quartos coletivos e casal. Roupa de cama e serviço de lavanderia. Fone: (71) 3245-2600. De R$28 a R$198.

* Hostel Brasil – Rua Recife, nº 4, Jardim Brasil. Quartos coletivos e de casal. Cozinha equipada, lavanderia, sala de TV/DVD, internet, sala de convivência, buffet de café da manhã, próximo ao Shopping Barra e ao Farol da Barra. Ótimos preços, mas verifique os chuveiros e a limpeza dos quartos antes de se hospedar na baixa temporada. De R$35 a R$80. Fones: (71) 3264-9637 / 3264-9096 / 9965-6483. Email: hostel@hostelbrasil.com.br

* Pousada Terra Nossa – Rua Leovigildo de Carvalho, nº 3, Pelourinho – Fone: (71) 3321-5267 / 9177-3596. De R$50 a R$70, com café da manhã executivo (incluindo um ótimo muguzá!), roupa de cama e ventilador. Quartos coletivos e de casal. Ótimo custo benefício e atendimento excelente.

* Casa do Amarelindo – Rua das Portas do Carmo, nº 06, Pelourinho – Fone (71) 3266-8550. Fora de temporada, o proprietário francês Sr. Gilles negocia pessoalmente a diária do hotelzão de luxo, que pode cair para até R$100 reais, que dão direito a piscina panorâmica, sauna, um fantástico café da manhã colonial na cama, vidros anti-ruído, ar condicionado digital, televisor de LCD, excelente atendimento e outros mimos. Negocie!!

* Dica: Há uma infinidade de pousadas e hotéis em todos os bairros turísticos de Salvador, para todos os bolsos e gostos. Pesquise bastante, já que existem muitos hotéis em péssimo estado de conservação e limpeza que cobram preços extorsivos. Se pretende chegar depois das 17h, reserve ao menos a primeira noite.

* Emtursa – Informações Turísticas. Fone (71) 3176-4200 ou 0800-716-622. E-mail: infotur@pms.ba.gov.br. Há postos no aeroporto, rodoviária, Pelourinho e Mercado Modelo.

*     Delegacia de Proteção ao Turista – (71) 3116-6817 / 3116-6512.

Share

0 pensamento em “Salvador para Mochileiros”

Deixe uma resposta