Rumo ao Sul : Dia 2 (Bombinhas-SC a Praia Grande-SC)

Rumo aos cânions !!

Mas não foi fácil. De Bombinhas a Floripa são 70 km bastante tranquilos, mas daí para frente é pista simples, em obras e com pouquíssimos pontos de ultrapassagem por cerca de 160 km até Tubarão. Fiz o trecho todo debaixo de uma tempestade sem precedentes, desviando de caminhões dirigidos por loucos, motos ziguezagueando ameaçadoramente entre os carros e tratores removendo sujeira e entulho da pista, que surgiam a todo momento nos trechos mais inusitados da estrada. Com visibilidade quase zero e obras para todo lado, aquele trecho em manutenção mais parecia uma zona de guerra. Felizmente, as obras hoje e dia já estão em fase final e o problema em breve deve desaparecer. De São Paulo a Tubarão foram 818km.

Depois é só seguir em direção ao Rio Grande, passando pela cidade de Araranguá. A dica aqui é ficar esperto assim que passar a cidade de Sombrio: poucos quilômetros à frente está a saída para Praia Grande-SC, que estava sem qualquer sinalização em maio de 2009.

Aqui, o motorista tem que decidir qual rota seguir. São duas opções:

1. Passeio de Tia: Passar direto por Praia Grande, seguir até Torres (já no Rio Grande) depois mais 43km até Terra de Areia (não deixe de experimentar um abacaxi por ali, especialidade dos caras) onde dobra-se a direita na RS-453 ( Rota do Sol). São 55 km até o trevo que dá acesso a Cambará do Sul, onde dobra-se à direita na RS-020, faltando apenas 34 km. Todo esse trecho tem 132km de asfalto bem cuidado. Importante: a partir de Torres, a BR-101 tem outro trecho em obras, o que requer atenção redobrada. Porém, a Rota do Sol compensará todo o esforço com suas belíssimas curvas e paisagens de tirar o fôlego. De Torres a Cambará são aproximadamente duas horas e meia de viagem.

2. Na Coragem: A outra alternativa é atacar os cânions logo de cara, adentrando Praia Grande. Até o centro da cidade é tudo asfaltado, depois a estrada é de chão e piora logo à frente: todo o leito carroçável da Serra do Faxinal é revestido de pedras soltas. A paisagem é exuberante, porém a estrada exige muita atenção e sobretudo paciência. Evite este caminho durante a noite e com neblina, especialmente se tiver chovido. Até a entrada do Parque Nacional Aparados da Serra, onde fica o Cânion Itaimbezinho, são cerca de 20 km. Depois, até o centro de Cambará, mais 20km na mesma qualidade. Dirigindo com prudência e muito cuidado, qualquer carro vence o Faxinal, mas é recomendável informar-se previamente sobre as condições da estrada na Secretaria Municipal de Turismo nos tels. (54) 3251.1320 / 3251.1557 (boa sorte!).

Qual escolhemos? Praia Grande na cabeça!

Share

Deixe uma resposta