Lugares bacanas em São Paulo (4) TEMPLO ZULAI

Templo Zulai

O Templo Zu Lai é um belíssimo mosteiro budista com sede na cidade de Cotia-SP, distante a apenas 37km da capital paulista. Cada visita ao local é única, especialmente se você der sorte e pegar uma evento como a Festa do Ano Novo Chinês ou um Retiro de Meditação. Ok, no meu caso eu planejei mesmo ir durante a celebração, mas garanto que com ou sem festa a visita vale a pena. Muito!

Continue lendo “Lugares bacanas em São Paulo (4) TEMPLO ZULAI”

Share

Mochila nas costas: São Paulo a Foz do Iguaçú de ônibus

De carro, de ônibus ou  à pé, todas as viagens têm seu lado fascinante. De carro, o ponto forte é a liberdade de ir e vir a qualquer hora, ficar quanto tempo quiser e ir embora assim que enjoar, mas a preocupação é constante com a procura de locais seguros para deixar o veículo e todos os cuidados que implicam uma viagem longa (combustível, óleo, manutenção etc.). Viajando de ônibus essa preocupação acaba e o viajante fica só, com a mochila nas costas, decidindo se pega uma condução ou se vai à pé. Como em 2009 viajei muito por aí de carro, optei por fazer um pouco mais de exercício dessa vez e fazer uma megatrip de ônibus. Os detalhes vocês conhecerão a seguir.

Inicialmente, a idéia era aproveitar as férias para conhecer direito o litoral catarinense, mas a exemplo da viagem ao sul do ano passado, o tempo não ajudou e tive que adiar esse destino mais uma vez. No início de março desse ano, as única regiões brasileiras com sol eram o oeste do Paraná e o nordeste. Como deixei para decidir na última hora e não haviam passagens para o nordeste, optei pela alternativa mais próxima: Foz do Iguaçú! Acabo de votar e afirmo categoricamente: experiência inesquecível. Confirmei muitas informações colhidas na internet pelos colegas forumeiros e agora aproveito para deixar minha contribuição com todas informações atualizadas. Espero que aproveitem bem.

Foz do Iguaçu, com toda a sua diversidade de atrativos, representa um dos mais belos destinos turísticos do mundo e hoje é a segunda cidade  mais visitada do Brasil, perdendo apenas para o Rio de Janeiro. Possui riquezas naturais incomparáveis, como o Parque Nacional do Iguaçu, tombado como Patrimônio Natural da Humanidade e onde estão localizadas as maravilhosas Cataratas do Iguaçu. Seus parques são administrados com esmero e servem de modelo em todo o país, a usina hidrelétrica de Itaipú, maior hidroelétrica do mundo em produção, é modelo de gestão compartilhada entre países no mundo inteiro e consegue a façanha de ser tão interessante quanto os atrativos naturais da região. A região ainda tem inúmeras opções de diversão, como trilhas interpretativas, rafting, rapel, escalada em rocha, arvorismo, passeios de barco em meio às quedas, sobrevôo das Cataratas de helicóptero, o lindo Parque das Aves, o Marco das Três Fronteiras, o encontro dos rios Iguaçu e Paraná e por aí vai. Nem acredito que demorei tanto tempo para conhecê-la!

Primeiro, um resumo rápido da viagem. Depois, todas as informações “técnicas” e dicas.

Continue lendo “Mochila nas costas: São Paulo a Foz do Iguaçú de ônibus”

Share

Perca um livro

A idéia é sensacional. O projeto O “Perca um Livro” consiste basicamente em  “perder” um livro em qualquer lugar público que você escolher, que será achado e lido por outras pessoas que, então, farão o mesmo. Grátis, simples, fácil assim. Para começar, cadastre seu livro aqui, imprima a etiqueta e cole-a no livro. A partir daí você pode rastrear o livro e descobrir para quais lugares ele viajou, fazer amigos deixando recados no livro, enfim, as possibilidade são infinitas.

A idéia é inspirada em projetos europeus similares e foi trazida ao Brasil pela editora Zeiz , que já “perdeu” 150 exemplares do livro “A Unidade dos Seis – O Herdeiro Especial” ( primeiro volume da trilogia A Unidade dos Seis) . Os livros “perdidos” contém orientações que ensinam o próximo leitor a repetir o mesmo procedimento e por aí vai. A idéia é os livros criem uma corrente que incentive outras pessoas a fazerem o mesmo com outros livros, disseminando entre as pessoas o hábito da leitura. Taí um grande, útil e criativo viral!

Share

Conheça a Nação Mais Jovem do Mundo

Um dia, um rapaz encontrou um jovem crocodilo a tentar atravessar a lagoa para entrar no mar. Estava muito fraco. O rapaz teve pena dele e levou-o nos seus braços até ao mar.

O crocodilo ficou-lhe muito grato e prometeu que se lembraria para sempre da sua bondade. Disse ao rapaz que se alguma vez quisesse viajar que deveria chegar-se à beira do mar e chamar por ele, que o ajudaria.

Algum tempo depois, o rapaz lembrou-se da promessa do crocodilo. Foi à beira do mar e chamou o crocodilo três vezes. O crocodilo disse ao rapaz que se sentasse nas suas costas e durante anos viajaram.

Embora o crocodilo e o rapaz fossem amigos, o crocodilo continuava a ser um crocodilo e sentiu uma vontade irresistível de comer o rapaz. Mas isto incomodava-o e decidiu pedir conselhos a outros animais. Perguntou à baleia, ao tigre, ao búfalo e a muitos outros animais, todos lhe disseram “O rapaz foi bom para ti, não o podes comer.” Acabou por ir visitar o macaco sábio. Depois de ouvir a história, o macaco praguejou e desapareceu.

O crocodilo sentiu-se envergonhado e decidiu não comer o rapaz. Em vez disso levou o rapaz nas suas costas, e juntos viajaram até o crocodilo ser velho. O crocodilo sentiu que nunca poderia retribuir a bondade do rapaz e disse-lhe, “Em breve morrerei e formarei uma terra para ti e para todos os teus descendentes”.

O crocodilo transformou-se na ilha de Timor que ainda hoje tem a forma de um crocodilo. O rapaz teve muitos descendentes que herdaram as suas qualidades de bondade, amizade e sentido de justiça. Hoje, o povo de Timor chama “Avô” ao crocodilo, e quando atravessam um rio gritam sempre, “Crocodilo, sou teu neto – não me comas!”

Sensacional, não? Poucos sabem, mas amanhã –  28 de novembro – é o data em que se comemora o aniversário da Proclamação da Independência do Timor Leste, o único país de língua oficial portuguesa na Ásia, que é por diversos aspectos um país irmão do povo brasileiro.

Continue lendo “Conheça a Nação Mais Jovem do Mundo”

Share

La Poderosa 2 – “Diários de Motocicleta” na Web

No clima do post anterior, juntei alguns links interessantes sobre o assunto. Pra começar, no site oficial você encontra algumas fotos, entrevistas com Walter Salles e Alberto Granado e uma ou outra referência de elenco. Muito pouco para tudo que o filme representa, tanto pelos assuntos que aborda quanto pela arte de sua construção. Então vamos ao que interessa!

Continue lendo “La Poderosa 2 – “Diários de Motocicleta” na Web”

Share

La Poderosa

Eu sei que estou devendo zilhões de posts para o blog, mas com toda essa materialidade com que a vida paulistana me envolve neste momento, confesso que está difícil me concentrar no assunto ´viagem´, seja qual for a acepção. Não vai me redimir, mas entre um post e outro no Um Pouco de Tudo, mais precisamente numa série sobre o novo filme do Walter Salles, acabei me lembrando de um dos filmes mais queridos que tenho na estante:  Diários de Motocicleta, nosso Easy Rider latino.

Sem condições de rever o filme nesta tarde desesperadoramente curta de domingo, vou copiar aqui um trechinho de um dos livros que o inspiraram. Boa viagem.

Continue lendo “La Poderosa”

Share

Society, you’re a crazy breed – parte 2

Uma semana já se passou e eu ainda estou colhendo os frutos de Na Natureza Selvagem.

Li bastante sobre o filme, talvez mais comentários bons do que ruins no mainstream, mas seguramente mais comentários ruins do que bons no underworld. Fiquei pensando em como posso ter gostado tanto do filme enquanto alguns o intitulam como “bomba do ano”. Talvez eu tenha um pouco de Chris aqui dentro e esse pessoal se pareça um pouco mais com os pais dele. Não deixa de ser interessante o paralelo com a vida real, principalmente num filme que fala sobre a vida e nosso jeito de encará-la. Filosofia neo-hippie a parte, a história me instigou a puxar da velha estante um Jack London qualquer.

Continue lendo “Society, you’re a crazy breed – parte 2”

Share