Rumo ao Sul: Bombinhas-SC

Aqui não tecerei grandes comentários, já que passamos pela região no mês de maio (2009), ocasião em que o clima era frio, com bastante vento e chuva. O objetivo era apenas quebrar a grande distância entre São Paulo-SP e Praia Grande-RS e quem sabe comer um peixinho gostoso e relaxar um pouco antes de seguir viagem no dia seguinte.

O que descobrimos? Se no verão as areias, pousadas e bares ficam repletos de turistas, na baixa temporada Bombinhas lembra uma cidade fantasma! Muitas pousadas fechadas, restaurantes em reforma, estabelecimentos para alugar e ruas desertas.  Se você passar por lá nessa época, procure o Centro de Informações Turísticas na Av. Ver. Manoel José dos Santos, 399, Centro (tel. 47-3369-2807) e pergunte sobre estabelecimentos abertos. No nosso caso, havia apenas alguns hotéis, uma ou duas pousadas de luxo e opções mais bed and breakfast, como uma simpática pousada familiar no Bairro José Amândio: a pousada Santa Maria.

Logo em nossa primeira incursão pelo sul do Brasil, provamos um pouco da conhecida receptividade do povo catarinense. O Sr. Gilberto, proprietário da pousada, nos recebeu de braços abertos: convidou-nos a conhecer sua casa, serviu vinho, contou histórias, tratou seus hóspedes com respeito, simplicidade e atenção. O local é simples, porém limpo e organizado. Possui apartamentos para  2, 4, 6 e 8 pessoas, com ar condicionado e ventiladores, serviço de camareira e café da manhã opcional. Telefones:  47 – 3393.6131, 48 – 9613.1977 e 55 – 9969.3025. Se preferir email, escreva para monica_luis@terra.com.br. Certamente é uma das opções mais econômicas e honestas da região: 40 reais na baixa temporada.

Para comer, encontramos apenas um restaurante aberto: na Av. Ver. Manoel José dos Santos, entre as ruas Cheme e Carpa, o Restaurante Golfinhos serve filé de pescada ao molho de camarão para duas pessoas por 14 reais.  Ótimo serviço, ambiente simples porém conchegante e localização fácil.

De resto, foi passear um pouco pelas praias, avistar corujas buraqueiras e preparar o corpo para a segunda perna da viagem, rumo a Praia Grande-SC. Passeamos por apenas uma tarde, o que na baixa temporada significa conhecer toda a cidade. Bombinhas é uma das menores cidades do Brasil e certamente parece ainda menor quando está vazia. Bacana!

Share

Deixe uma resposta